BOTO-CINZA

O boto-cinza é um pequeno e robusto golfinho que chega até 2,10 m de comprimento. Tem um bico de tamanho médio e um melão bem definido. Sua nadadeira dorsal é triangular, diferente do observado na maioria dos golfinhos. Sua coloração é cinza e mais uniforme do que os demais golfinhos que habitam o litoral cearense, com o dorso escuro e a região ventral mais clara, às vezes rosada.

 

Esta espécie ocorre apenas em regiões costeiras das Américas Central e do Sul, principalmente em áreas estuarinas. Em locais onde os estuários são pequenos e rasos, o boto-cinza ocorre em praias abertas e enseadas, como no Ceará. Nesse estado, as capturas acidentais em rede de pesca são a principal causa de mortalidade da espécie. Uma pequena população desse golfinho habita a Enseada do Mucuripe, em Fortaleza, onde a espécie é considerada Patrimônio Natural do município.

PEIXE-BOI MARINHO

O peixe-boi marinho é um animal robusto, de porte médio, podendo chegar até quatro metros de comprimento e 600 kg de peso. Tem uma pele grossa, de cor acinzentada ou amarronzada, com poucos pelos finos espalhados pelo corpo. Suas nadadeiras peitorais são pequenas e possuem de três a quatro pequenas unhas nas extremidades. Sua cauda é achatada, em forma de remo. Tem olhos pequenos e um focinho curto, com pelos grossos que têm função sensorial.

 

A espécie ocorre apenas em águas costeiras e alguns estuários, desde a Flórida, nos Estados Unidos, até Alagoas, no nordeste do Brasil. No Ceará, a espécie habita preferencialmente águas com até cinco metros de profundidade, onde ocorram bancos de algas e fanerógamas marinhas e olhos d'água. A ocupação desordenada das áreas costeiras e estuários tem resultado na perda e degradação do habitat da espécie, que é considerada Patrimônio Natural dos município de Aracati e Icapuí. Além disso, capturas acidentais em redes de pesca e atropelamento por embarcações também são causas de encalhes.

 
 

OUTROS MAMÍFEROS MARINHOS

Os cetáceos, mais conhecidos como baleias e golfinhos, compreendem uma subordem de mamíferos marinhos aerodinâmicos, com aproximadamente 78 espécies. Neste grupo se encontra o maior ser vivente atual, a baleia azul.

 

No estado do Ceará já foram registradas 24 espécies de cetáceos, sendo o boto-cinza a mais comum, seguida pela cachalote e pelo golfinho-de-dentes rugosos. Algumas espécies raras como a baleia-bicuda-de-Gervais e a baleia de Omura também já foram coletadas durante o Projeto Manatí, sendo esta última o primeiro registro da espécie no Atlântico Sul.

 
Realização
Apoio
Patrocínio